A gestão fiscal é uma tarefa que deve ser encarada com seriedade por qualquer empresa que preze seu sucesso e durabilidade, de forma que, considerando o problema da severa cobrança do governo, torna-se necessário a criação de uma equipe interna que possa lidar com a arrecadação tributária.

 

Quais são as suas características?

O departamento fiscal é com toda certeza um dos setores mais sensíveis de uma empresa, isso porque suas falhas podem gerar complicações tributárias perante a Secretaria da Fazenda, portanto, esta área deve ter cuidados minuciosos ao executar suas tarefas, que estão em torno do Regime tributário da empresa, apuração de impostos e escrituração fiscal.

Em resumo, o setor fiscal está encarregado de aplicar o melhor enquadramento no regime tributário de acordo com as características da empresa, acompanhar as alterações realizadas pelo governo no âmbito de arrecadação e, principalmente, validar e escriturar todos os arquivos fiscais, ou seja, a consulta de documentos fiscais é uma constante no dia a dia do profissional que operar nesta área.

 

Obtendo uma NF-e

O objeto de serviço de um profissional da área fiscal é o arquivo XML do documento fiscal, pois é através deste arquivo que será acessado todas as informações referentes a circulação de mercadorias entre empresas, e por isso, citaremos aqui abaixo os passos para que você possa obter seu XML manualmente através da SEFAZ.

 

1.     Obtenha a Chave de acesso

A chave de acesso é uma sequência de 44 números que servem para a identificação da nota fiscal a nível nacional, ou seja, não haverá duas ou mais notas com a mesma chave de acesso, para isso ela deve ser composta pelos seguintes campos.

  • Código da UF da empresa emitente da NFe (cUF);
  • O ano e o mês da emissão da NFe (AAMM);
  • CNPJ da empresa emitente (CNPJ);
  • O modelo da NFe (mod);
  • O número da série da NFe (serie);
  • O número da NFe (nNF);
  • A forma de emissão do documento (tpEmis);
  • O código numérico da chave de acesso (cNF).
  • O dígito verificador da chave de acesso da NFe (cDV);

Caso você não tenha as chaves de acesso de suas notas é possível requisita-las aos seus fornecedores (que são obrigados por lei a envia-las), poderá também buscar individualmente através de alguma SEFAZ estadual que forneça o serviço de consulta (necessário Certificado Digital) ou então utilizar algum software automatizado como a Dokfile, que faz a consulta e armazenamento automaticamente de todas as notas de entrada de um CNPJ.

 

2.    Acesse o portal da SEFAZ

Com a chave de acesso em mãos ficará bem mais fácil de realizar a busca do arquivo, para isso acesse o portal nacional da SEFAZ, nele é possível acessar vários serviços e informações como consulta de NF-e, disponibilidade da SEFAZ e até documentos que especificam mais sobre este arquivo fiscal.

 

3.    Insira os dados

Como dito anteriormente, a SEFAZ permite a consulta de uma NF-e completa, porém, para isso é necessário informar a chave de acesso e clicar na caixa de checagem para confirmar que você não é um robô, isso permite ao sistema se proteger de ataques.

 

4.    Baixe seu XML

Se os dados inseridos estiverem corretos, assim que você clicar no botão “Continuar” a SEFAZ buscará e exibirá a sua NF-e, caso deseje baixar o XML basta ir até o final da página e clicar no botão “Download do documento”, é importante atentar-se ao fato de que para isso é necessário que você tenha o certificado A1 ou A3 instalado na máquina.

 

Armazenamento da NF-e

Baixar e guardar arquivos fiscais é uma tarefa extremamente essencial, isso porque segundo a Cláusula décima do Ajuste SINIEF 07/2005, arquivos fiscais devem ser guardados por 5 anos mais o ano vigente, sob pena de multa que pode passar de R$ 1.000,00 por XML, fazendo com que o controle fiscal demande esforços da empresa que deseje manter-se em dia.

Embora buscar o XML diretamente da SEFAZ seja possível, este processo demanda muito tempo e esforço por parte da equipe, e guardar estes arquivos localmente pode não ser a melhor ideia visto que as maquinas da empresa podem estar muito vulneráveis a vírus, problemas mecânicos e qualquer outro tipo de inconveniente que possa causar a perca dos documentos fiscais, por isso, a Dokfile trás uma solução perfeita para melhorar a gestão fiscal da sua empresa, nossa plataforma possui uma conexão permanente com a SEFAZ, isso permite ao sistema buscar e armazenar em nuvem automaticamente ao passo que garante toda segurança a facilidade para acessar e gerir seus arquivos fiscais (NF-e, CT-e e NFS-e).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *